Como usar simetria e assimetria no projeto de desembarques

Os designers gráficos de sucesso sabem que a arte do equilíbrio visual é a chave para uma comunicação eficaz. Quando suas páginas e notícias de destino são diferenciadas pelo equilíbrio – isso se aplica ao design simétrico e assimétrico – elas alcançarão uma maior harmonia e seu público não precisará gastar muita energia para extrair informações delas.

Compreender simetria e assimetria é fácil, mas a realização desses princípios a princípio pode ser difícil. Para deixar tudo claro para você, considere alguns exemplos ilustrativos.

O que é equilíbrio visual? E o que é simetria? Simetria e equilíbrio estão interconectados. Mas isso não é exatamente a mesma coisa. Compare as definições:

Simetria é uma qualidade visual na qual partes de uma imagem são repetidas ao longo de um eixo, em uma direção específica ou ao redor de um centro. A assimetria, por outro lado, refere-se a tudo que não é simétrico.

Equilíbrio é um princípio visual que ajuda um design a ficar igualmente equilibrado em toda a composição. O equilíbrio mede o peso visual de uma composição, que por sua vez afeta o quanto cada elemento chama a atenção do seu público.

Equilíbrio simétrico – O equilíbrio simétrico ocorre quando sua composição tem o mesmo peso visual em cada lado do eixo. Imagine imagens espelhadas perfeitas se olhando em relação ao eixo central.

Este tipo de equilíbrio contribui para a elegância e simplicidade. É bom olhar para ele, mas há um sinal de menos – isso é previsível.

Balança assimétrica – Uma composição caracterizada por peso desigual em ambos os lados tem um equilíbrio assimétrico. Essa técnica visual tem a ênfase principal, por um lado, e vários sotaques menos significativos, por outro. Parece visualmente mais interessante do que sua contraparte simétrica.

Simetria de espelho – Imagine que você pegou uma maçã e cortou ao meio. Ambos os lados são imagens espelhadas uma da outra em relação à linha central, e isso é simetria espelhada (bilateral). O método é usado verticalmente, horizontalmente ou diagonalmente.

A simetria de espelho pode ser simetria perfeita; os dois lados da imagem serão idênticos. Na natureza, no entanto, nada é perfeitamente simétrico, de modo que diferenças sutis costumam aparecer em cada lado – exatamente como nas duas metades de um rosto humano.

Como as pessoas tomam decisões de compra?

Gostamos de pensar que pensamos logicamente e, ao tomar decisões, pensamos cuidadosamente sobre isso. Ao comprar um carro novo, você estuda todas as especificações e lê as avaliações para finalmente escolher o modelo mais adequado para você. Quando chegar a hora de renovar a assinatura do serviço, você estuda com que intensidade utilizou os recursos da tarifa para avaliar se vale a pena renová-la para o próximo ano. Todas essas ações ajudam a tomar a decisão certa em termos de lógica.

Mas tomamos centenas de decisões todos os dias e, longe de todas, avaliamos “logicamente”. Notícias mostram que a maioria de nossas escolhas, significativas e não muito, são feitas inconscientemente e associadas a emoções.

Aqui estão alguns fatos sobre a tomada de decisões que podem surpreendê-lo.

A maioria das decisões é tomada sem o saber – Ao analisar a atividade cerebral no processo de tomada de decisão, os pesquisadores foram capazes de prever quais escolhas as pessoas fariam de 7 a 10 segundos antes de perceberem que tomaram uma decisão. Isso significa que, mesmo quando as pessoas pensam que estão tomando uma decisão lógica e informada, é provável que não entendam que já tomaram a decisão sem saber. O fato é que não sabemos como funciona o mecanismo de tomada de decisão.

Seu conteúdo toma apenas decisões lógicas? Se assim for, é possível e ainda mais provável que você seja convincente, correto em termos de argumentos lógicos sobre por que o usuário precisa escolher um serviço premium ou por que ele deve comprar um determinado produto ou serviço, em vão.

Suspeite do que as pessoas dizem – Outro problema: se, ao estudar o público-alvo, você estiver entrevistando cuidadosamente as pessoas , tentando descobrir quais fatores são importantes para elas, provavelmente não encontrará a resposta certa.

Por exemplo, se você perguntar a um dos usuários por que ele escolhe a versão Pro todos os anos, é provável que ele fale sobre o serviço e quais benefícios ele traz para a empresa, enquanto a verdadeira razão pela qual ele escolhe o Pro de ano para ano e não padrão, pode ser emocional (“não quero que algo dê errado se pagar, tudo ficará bem”) ou relacionado a um hábito (“sempre compramos a versão Pro”). O que as pessoas consideram a causa desse ou daquele ato, de fato, pode ser uma razão falsa.

Estratégias de feedback positivo

Muitos fatores influenciam a decisão do cliente de fazer uma compra de sua empresa. Atualmente, as pessoas fazem compras online rápida e facilmente, sem entrar em contato com o vendedor – a Internet vende para você.

E o mais interessante é que os melhores profissionais de marketing e especialistas em vendas da situação atual são seus clientes.

85% dos consumidores acreditam nas avaliações online e nas recomendações pessoais – a “publicidade” mais confiável. Estudos comprovam que 60% dos consumidores consideram as críticas verdadeiras, o que significa que as empresas que acumulam críticas positivas têm uma boa chance de influenciar a decisão de compra.

Revisões positivas aumentam em 73% o grau de confiabilidade dos negócios aos olhos de clientes em potencial. 57% dos consumidores visitam o site de uma empresa depois de ler essas recomendações. Para se desenvolver no competitivo mercado online de hoje, as empresas precisam de clientes satisfeitos que deixem um bom feedback sobre sua experiência e criem uma boa impressão para os visitantes que acessaram o site pela primeira vez.

As boas notícias: seus clientes geralmente estão mais do que dispostos a ajudá-lo com isso. Pesquisas comprovam que de 74% dos clientes que foram solicitados a fornecer feedback, 68% concordaram em fazê-lo. Portanto, não tenha medo de pedir um favor a seus clientes.

Então, como você pode ajudar os clientes a escrever ótimas críticas sobre você que impulsionarão ainda mais a cadeia de vendas? Como garantir que o cliente esteja satisfeito o suficiente para deixar uma resposta positiva?

Verifique se existem sites de feedback diferentes – Certifique-se de que os clientes em potencial possam descobrir você antes de chegarem à sua página de destino, não importa onde eles realizem uma pesquisa online sobre o produto.

Existem vários sites de terceiros que as pessoas geralmente acessam para saber mais sobre uma empresa ou produto.

Google – Sua empresa deve ter uma página em um dos maiores mecanismos de pesquisa do mundo (funcionalidade do Google Meu Negócio). Os clientes em potencial encontrarão você em consultas gerais ou diretamente no Google Maps.

Nos mapas do Google, as pessoas deixam comentários sobre ramos específicos de empresas, vinculados a endereços, e suas impressões aparecerão nos resultados da pesquisa.

Como escolher a fonte certa para sua página de destino?

A maioria dos designers conhece os princípios básicos da tipografia. Eles sabem a diferença entre “fontes”, entre “linha superior de minúsculas” (linha média) e “linha de base” (linha de base). No entanto, poucos designers entendem como escolher uma fonte para uma página de destino específica. Afinal, não se trata apenas de escolher uma família de fontes conveniente para os olhos do leitor – você escolhe um meio de transmitir a oferta da empresa, a “voz” da marca.

Obviamente, se você trabalha em uma agência de design, pode não ter que descobrir a resposta para essa pergunta com muita frequência, pois seus clientes consistirão em empresas que já possuem fontes padronizadas em seus guias de marca ou estilo.

No entanto, se você precisar escolher uma fonte a cada vez, ou mesmo criá-la do zero, os clientes não se importarão com o seu conhecimento de serifas e ligaduras. Eles estarão interessados ​​apenas no efeito que a fonte terá em sua página de destino (ou na sua), por que essa fonte específica foi escolhida e como ela contribuirá para a consecução de seus objetivos e notícias.

Compreendendo a estratégia geral – Antes de começar a varrer as bibliotecas de fontes, formule para você o principal objetivo e a missão do pouso que você criar. A fonte que você selecionar deve complementar a proposta de valor, e não o contrário.

Muitas vezes, os clientes têm preferências de design bastante vagas: “Queremos uma página de destino que chame a atenção, pareça moderna, única e original – a opção mais ganha-ganha!”.

Portanto, para obter uma orientação ao escolher uma fonte, seria bom anotar algumas características de palavras-chave que resumem a visão do cliente. Qual é o espírito da empresa? Juventude? Luxuoso? Atrevido e brilhante? Um conjunto de características ajudará você a entender qual fonte corresponde à estética geral. Por exemplo, uma fonte serif ornamentada exala elegância e status, enquanto uma opção sem serifa evoca uma sensação de algo simples e moderno.

Ambiente contábil – Depois de determinar as características que sua fonte deve incorporar, você deve considerar o ambiente em que ela existirá. Aqui, não estamos lidando com impressão, mas com experiência digital e, portanto, é necessário considerar a probabilidade de o visitante usar um dispositivo móvel.

Escolha uma fonte que fique legível em telas pequenas sem forçar os olhos do usuário. Teste a fonte em diferentes dispositivos móveis para garantir que ela seja adequada para todas as resoluções.

Recomendações para redatores: ideias para melhorar o texto

A necessidade de conteúdo de qualidade está aumentando a cada dia nos negócios online. Os clientes exigem textos eficazes, sem explicar o que pensam ser eficaz e por quais critérios eles avaliam esse parâmetro. Isso leva ao esgotamento, a tentativas caóticas de encontrar uma solução e a uma completa relutância em escrever. Damos as melhores recomendações para redatores fáceis de usar todos os dias.

Pesquisa – Qualquer texto deve começar com a pesquisa. O trabalho produtivo precisava de fatos (notícias). Os melhores redatores são os pesquisadores mais meticulosos. Encontram fatos, testam teorias e confirmam seus pensamentos, ideias, frases.

Esse texto é obtido interessante, útil e valioso para o usuário. Além disso, um dos critérios para a qualidade do conteúdo do Google é a quantidade de tempo, conhecimento, esforço e experiência gastos na criação de texto.

Formato – Ninguém cancelou a preguiça dos usuários. O texto monótono, dividido em três parágrafos, sem destaque, listas, legendas e citações, parece chato e desinteressante. A formatação de texto de alta qualidade aumenta a probabilidade de o usuário se interessar e digitalizar o texto com os olhos (o primeiro estágio da leitura).

Simplicidade – Se você não pode dar uma resposta simples, não entende a pergunta. A simplificação do conteúdo não significa a exclusão de termos, jargões e a construção de frases no nível da quinta série. Isso significa uma explicação simples da essência da proposta. Escreva de forma simples, direta e sem floreios. Indique o que você oferece e por que esta solução é benéfica para o usuário.

Saiba o que o leitor quer – A tarefa do redator não é estimular a demanda, mas entender claramente o que o leitor deseja e dar a ele a resposta e a solução desejadas.

Defina a meta antes de criar o texto – Para facilitar a escrita, é importante entender qual é o objetivo do texto – o que você precisa para convencer o leitor: compre, entre em contato com a empresa, tente fazer alguma coisa. Se você não souber o objetivo, o texto não funcionará com eficiência.

Evite fatos conhecidos – Isso irrita o leitor. O tempo que o usuário está disposto a gastar procurando uma resposta / solução é limitado. Um visitante do site não tem tempo para ler o que ele já sabe, ele busca conteúdo que gere economia de tempo. Além disso, o Google considera a apresentação de fatos conhecidos no conteúdo como incompetência e superficialidade.

Compromisso é a melhor ferramenta para combater o spam

Os fornecedores de caixas de correio estão constantemente tentando criar mecanismos que distingam claramente os remetentes de spam dos profissionais de marketing que em suas atividades confiam no conceito de marketing de permissão. Todos esses esforços visam garantir que nossas caixas de entrada contenham apenas notícias valiosas e interessantes.

Infelizmente, não existe uma definição única de SPAM – Cada um de nós conhece a definição de SPAM no dicionário e muitos leitores provavelmente também aprenderam as condições legais associadas a esse termo. No entanto, para a maioria dos provedores de correio gratuitos, especialmente os estrangeiros, não existe uma definição consistente de SPAM. De fato, a caixa de correio de cada destinatário cria sua própria definição de SPAM, com base nos sinais que recebe de seu proprietário. Do ponto de vista do profissional de marketing, é importante que haja mais sinais positivos do que negativos.

Sinais positivos que aumentam sua capacidade de entrega – O correio foi aberto: É óbvio que, para quem abre um email, é importante qual será o seu conteúdo. Em conexão com o acima exposto, é muito importante enviar apenas o conteúdo que interessará aos destinatários. O papel do profissional de marketing é também verificar, por exemplo, por meio de testes a/b, qual remetente irá interagir melhor com uma lista específica de destinatários.

Se você está apenas iniciando uma conversa com novos destinatários, deve diminuir a distância entre você o máximo possível. Para obter bons resultados, use o nome do remetente, que será uma pessoa natural, ou uma combinação de nome e sobrenome com o nome da empresa. As pessoas têm muito mais confiança em pessoas específicas do que as empresas de email. Lembre-se de que um email é um dos lugares mais particulares que temos na Internet.

Se você já sabe qual remetente é mais convincente para seus destinatários, concentre-se em otimizar o assunto da mensagem e o prazo em que você envia suas campanhas. Lembre-se de que o título do e-mail é uma das primeiras informações às quais seu destinatário prestará atenção, se for intrigante o suficiente para solicitar que você leia a mensagem.

Brasil ganha medalhas em Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica

A 13º Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica que foi realizada na Hungria proporcionou ao time brasileiro três medalhas de bronze, além de duas menções honrosas. Ao todo, foram 254 estudantes disputando por uma medalha na Olimpíada, que correspondem a 47 países. Para chegar aos finalistas, os participantes tiveram que passar por várias provas, dentre elas teóricas e práticas com análises de dados.

A última edição do evento terminou no dia 11 de agosto de 2019. No grupo de estudantes brasileiros haviam duas meninas. De acordo com as notícias divulgadas pela organização responsável pela competição, este ano contou com a maior participação feminina para o time do Brasil. Uma delas ainda conquistou o bronze nesta última edição, algo que não ocorria entre as participantes desde 2013.

Entre os prêmios que foram distribuídos aos estudantes brasileiros, Luã de Souza Santos (17 anos), Giovanna Girotto (16 anos) e Raul Basilides Gomes (17 anos) ganharam a medalha de bronze. Já as menções honrosas foram dadas a Lucas Shoji (16 anos) e Bruna Junqueira de Almeida (16 anos).

O time brasileiro de cinco estudantes que disputou as Olimpíadas deste ano foi escolhido a partir de 100 mil participantes que disputaram a OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica). Desse total, mais de 5 mil participantes chegaram até a terceira prova online. Porém, apenas 150 candidatos foram classificados para as provas presenciais.

Após passar na prova presencial, os 30 candidatos mais bem colocados tiveram que passar por dois treinamentos de caráter classificatório e uma semana com astrônomos para concluir um treinamento intensivo.

O treinamento preparatório dos candidatos às Olimpíadas Internacionais aconteceu em São Paulo através de grupos de estudos, observação do céu noturno, oficinas de atividades, resolução de exercícios, lançamentos de foguetes construídos com garrafas PET e até mesmo provas simuladas.

A Olimpíada Brasileira que classifica os candidatos para a Olimpíada Internacional é destinada aos alunos do ensino fundamental e médio de escolas públicas e particulares em todas as regiões e estados do país, incluindo o Distrito Federal. Nesta última edição da OBA, houve um recorde de inscritos no programa, chegando ao total de 883.811 estudantes inscritos de 9.957 escolas do país. Para a elaboração e realização de toda a OBA no país, 61.959 professores prestaram auxílio nas escolas brasileiras.

COMO ESCREVER NO INSTAGRAM: TRUQUES DE UM VERDADEIRO REDATOR

Quais são as regras para escrever no Instagram como redator de mídia social? Aqui está uma série de dicas eficazes para criar legendas eficazes para suas postagens. E não só isso.

Você precisa de um profissional para trabalhar no Instagram Copywriting? Depende, se você quiser tirar o máximo proveito do seu perfil, talvez sim. Porque é verdade que nesta rede social as imagens são decisivas. Mas gerar uma boa legenda é importante.

Como escrever para o Instagram – Simples, a combinação de texto e imagens cria uma narrativa eficaz. Visual e notícias sempre viajaram juntos, permitindo-nos atingir o alvo.

No texto você pode adicionar call to action, inserir uma mensagem clara em suas postagens. Você quer prosseguir de forma aleatória ou trabalhar com as melhores dicas para o Copywriting do Instagram? Aqui estão os pontos essenciais de um trabalho adequado ao melhor autor de textos sociais.

As técnicas de copywriting de mídia social começam com essa pergunta: qual é o número recomendado de caracteres? No Instagram há um limite de 2.200 caracteres para a legenda das fotos, um número excessivo na maioria dos casos. A criatividade está na síntese, você sabe como me sinto sobre isso.

Mas existe uma duração ideal para escrever uma legenda efetiva? Evite textos excessivos, fique abaixo de 125 caracteres em princípio. Você sabe porque? Tente refletir sobre como você usa o Instagram: rolagem rápida e distraída. Se você permanecer nesse limite, poderá ter toda a legenda visível, sem interrupções, mas evite exagerar.

Não precisa ser um convite para escrever sempre textos curtos: tudo depende dos testes. Um post que tende a inspirar o público será curto, instrutivo e descritivo.

Conteúdos importantes sempre no começo-Os conceitos-chave devem estar em primeiro plano. Porque depois de 125 caracteres há um problema: o Instagram corta o texto com mais uma tag e tudo o que você escreveu está oculto. Para ser visto, você deve clicar em um link extra.

Copywriting Instagram e tom de voz – A marca precisa de uma identidade e isso acontece de diferentes formas, através de visual e texto. Um trabalho de copywriting social sabe que tem que ser feito para desenvolver um tom de voz que represente o usuário. Quais são os valores que tenho que transmitir com cópia? Como eu quero interagir e ser reconhecido pelo público?

O que é a comunidade no processo de construção de uma marca pessoal?

Só a criação de imagens, mesmo a melhor, nunca é suficiente para usar plenamente o potencial que pode ser apresentado em um mercado mais amplo. Para chegar à atenção dos destinatários, é importante destacar-se e marcar sua presença de forma consistente.

O que os mestres de marcas pessoais fazem para permanecer no topo?

Construir uma marca pessoal não é um ato criativo único – É significativo que muitas vezes as pessoas que querem criar sua marca pessoal pensem que é um ato criativo único. Enquanto isso, a prática de pessoas que transformaram com sucesso suas carreiras de baixa para alta tem uma coisa em comum. Esse recurso é perseverança em ação.

Parece um pouco banal, mas não é nada trivial. Esse esforço é expresso em centenas de horas de trabalho e é caracterizado por baixa “espetacularidade”. Assim, pode até parecer um pouco chato, especialmente quando visto de fora.

Então, o que é uma comunidade para uma marca pessoal? Um especialista que queira desenvolver sua marca pessoal deve contar com a necessidade de construir um círculo de pessoas para que seu nome seja conhecido por um público mais amplo.

A comunidade para uma marca pessoal é uma enorme alavanca que multiplica seu alcance. Esta é uma suposição muito importante e sua implementação é amplamente responsável pelo sucesso final da estratégia implementada.

Além da atividade de alcance extremamente importante, as comunidades desempenham muitas funções importantes, incluindo elas constituem uma espécie de credibilidade para um dado especialista como fonte de informação de alta qualidade (curador de conteúdo). No grande volume de dados e notícias muitas vezes conflitantes, essa pessoa que goza de grande reputaçãocomo fonte de informação torna-se naturalmente uma líder de opinião. Ele ganha influência – ele se torna um influenciador.

Quando essa influência começa a se expandir, aparecem pessoas que começam a seguir a fonte da qual extraem conhecimento e compartilham com amigos que, intrigados pelas recomendações, um dia começam a extrair conhecimento de tal fonte de informação para si mesmos.

Isso não significa, no entanto, que, como marca pessoal, você deve ter a aspiração de ter uma comunidade como uma celebridade cujos fãs são contados em centenas de milhares. Para especializações estreitas e atividades de nicho, algumas centenas de pessoas são suficientes.

Sequências de grandes sucessos ficam abaixo do esperado por Hollywood

Com a chegada do verão no Hemisfério Norte, teve início a temporada de grandes lançamentos do cinema, pois essa é uma época prestigiada do ano e quando alguns dos filmes mais aguardados chegam as telonas. No entanto, em 2019, algumas das sequências e remakes que eram uma grande aposta de Hollywood acabaram com um desempenho aquém do esperado.

 

A receita de alguns longa-metragens arrecadou dezenas de milhões de dólares a menos do que diziam as estimativas. Nesse grupo de filmes, estão o desenho animado “A Vida Secreta dos Bichos 2”, da Universal Pictures, a ficção científica “X-Men: Fênix Negra”, dos estúdios Walt Disney, e a fantasia “Godzilla II: Rei dos Monstros”, da Warner Bros.

No entanto, apesar destes filmes estarem entre os lançamentos mais comentados do verão, os principais longas da temporada não decepcionaram e conseguiram bons números nas bilheterias, como “Homem-Aranha 2: Longe de Casa” e o live action do “Rei Leão”.

Sites norte-americanos especializados em notícias sobre cinema indicam que a nova versão de “O Rei Leão”, dublada por nomes como Beyoncé Knowles e Donald Glover, já acumulou mais de US$ 1,2 bilhão nas bilheterias mundiais, após menos de um mês em cartaz. Já o longa “Homem-Aranha 2”, parceria de sucesso entre a Sony e os estúdios Marvel, conquistou pouco mais de US$ 1 bilhão a nível mundial em cinco semanas de exibição.

De acordo com o analista da B. Riley FBR, Eric Wold, mesmo com tantas sequências tendo ficado abaixo do esperado, ainda existe a expectativa de que o cinema de Hollywood tenha um aumento nos lucros no balanço de 2019, com chances de obter um recorde inédito. Porém, apesar dessa perspectiva, é indiscutível que os espectadores estão mais exigentes, especialmente quando se trata da onda interminável de sequências que tem tomado Hollywood.

Segundo o analista da Exhibitor Relations, Jeff Bock, atualmente, com a grande concorrência dos serviços de streaming, as pessoas estão mais seletivas ao decidir ir ao cinema. Portanto, é inevitável que as sequências e os remakes tenham que alcançar um padrão elevado para se destacar em meio a todas as alternativas de entretenimento de qualidade que o público tem acesso.