Aprenda como iniciar o ano novo com o pé direito e realize todos os seus objetivos

O início de um ano costuma ser empolgante, a sensação proporcionada por um ano novinho em folha é peculiar, parece que a partir do dia 1º de fevereiro tudo será diferente, não é mesmo? Acreditamos que conquistaremos todos os nossos sonhos e seremos felizes para sempre. Porém, para que isso de fato aconteça, é preciso planejar, colocar no papel aquilo que desejamos realizar. Esse texto tem como objetivo lhe ajudar a começar o ano com o pé direito.

Antes do próximo ano chegar defina todos os seus objetivos, e se possível, os distribua ao longo de cada mês. Para conquistar um grande objetivo, é necessário colocá-los no papel, faça isso, dessa forma, você terá mais foco naquilo que realmente importa.

Ter foco é excluir da sua vida tudo aquilo que não coopera para a concretização dos seus sonhos. Defina as suas prioridades, e diga “não” para as redes sociais e as bobagens da TV. Em resumo, você quer aprender inglês em 2019 ou se tornar um expert em programas de auditório? A vida é sua, decida ter o controle do seu tempo.

Além de definir os seus objetivos e focar naquilo que realmente importa, procure se cercar de pessoas positivas. Busque ver o lado bom de tudo o que acontece na sua vida e no mundo. Procure não se deixar levar pelas notícias negativas, e se acostume a identificar as características benéficas de cada uma delas.

No próximo ano que se aproxima, busque ficar perto de quem cuida de você, a sua família e os seus amigos. Tenha uma vida social saudável e equilibrada, e desenvolva projetos em conjunto com os seus familiares e amigos. Perdoe quem te feriu, e não guarde mágoa e rancor. Peça desculpas para quem você feriu e siga em frente.

Se você estiver realmente levando a sério os seus objetivos de ano novo, primeiramente comece a cuidar da sua saúde. Dessa forma, faça exercícios e alimente-se bem.

Enfim, coloque todos os seus objetivos no papel, defina as suas prioridades, busque ver o lado positivo dos acontecimentos, cuide da sua família e amigos, e por último, porém não menos importante, se importe com a sua saúde física e mental. Faça de 2019 o melhor ano da sua vida.

 

Como o marketing é definido

Marketing é o processo de ensinar aos consumidores por que eles devem escolher seu produto ou serviço em detrimento de seus concorrentes. Se você não está fazendo isso, então você não está no mercado. A chave é encontrar o método de marketing e as mensagens certas para educar e influenciar seus consumidores no momento e no local certos.

No primeiro dia em muitos cursos de Marketing, os professores muitas vezes definem marketing como “todos os processos envolvidos na obtenção de um produto ou serviço do fabricante ou vendedor para o consumidor final”. Inclui a criação do conceito de produto ou serviço, identificando quem pode comprá-lo, promovê-lo e movê-lo pelos canais de venda apropriados.

O consultor de negócios Evan Carmichael faz um ótimo trabalho ao identificar os três principais objetivos:

Capture a atenção de um mercado alvo.

Facilite a decisão de compra do prospect.

Forneça ao cliente uma ação específica, de baixo risco e fácil de tomar.

Com esses propósitos em mente, cupons, vendas e até mesmo merchandising, ou como os produtos são exibidos, fazem parte do processo. Como o marketing é hoje a base de todos os negócios, o objetivo geral é vender mais produtos ou serviços.

O modelo do Four P: Os componentes podem ser identificados usando o que é chamado de modelo do Four P: produto, preço, promoção e lugar. As empresas têm muitos procedimentos que devem executar para garantir que seus produtos ou serviços estejam prontos para serem vendidos.

O primeiro estágio é chamado de “estágio de ideação”, no qual a ideia do produto ou serviço é concebida. Antes de os produtos serem lançados no mercado, as empresas devem decidir que estilos, tamanhos, sabores e aromas devem vender e os designs de embalagens que devem usar. Em seguida, os departamentos geralmente testam novos conceitos de produtos com grupos de foco e pesquisas para determinar os níveis de interesse entre os compradores em potencial e refinar certos elementos.

O preço também é testado por meio de grupos de foco e pesquisas. As empresas devem conhecer o preço ideal para vender seus produtos para obter o máximo retorno.

Economia das empresas ganham com marketing interno

A ideia do Emplayer Branding, trouxe aos departamentos de Marketing das empresas uma nova forma de publicidade, que trabalha com a imagem interna e externa da empresa, no lugar de trabalhar apenas com a imagem da empresa da porta para fora os departamentos começam a olhar das portas para dentro da empresa, com a proposta de atrair olhar de interesse para futuros colaboradores.

Essa estratégia de Marketing, já vem sendo empregada em algumas empresas e consiste na ideia de empresa empregadora. Na qual a imagem da empresa deve ser construída para que se torne o sonho de trabalho para jovens promissores. Também trabalhando para melhorar a experiência interna com funcionários que já estejam empregados.

A motivação, que antes era um desafio enfrentado por todas as empresas, agora ganha mais um aliado no marketing que busca transmitir os valores da empresa de maneira mais eficiente aos profissionais que já estejam dentro da empresa, possibilitando um maior engajamento entre esses profissionais na busca de melhores resultados internos.

Para especialistas no assunto, essa nova técnica de marketing tende a trazer ótimos resultados a empresa, que passa ser a escolhida em vez de ser a que escolhe. Funcionários motivados, rendem mais, trazendo maior lucro a organização, sendo uma boa estratégia para a economia da empresa e para seus funcionários.

Com tudo, a empresa e o departamento devem investir em questionários, que serão levados aos departamentos, que atenderão em responder questões internas da empresa, como; a satisfação do colaborador dentro da empresa, se ele está feliz? Como está a liderança nos departamentos?

Setores que trabalham diretamente com o público são os mais afetados, sendo um dos principais focos dos departamentos de Marketing. Assim o problema de pessoal passou a não ser mais um problema apenas de RH, passando a ser estudado por vários setores de uma empresa inclusive o Marketing.

Especialistas na área apontam a importância da criação de relações interpessoais entre a empresa, setores e profissionais empregados nela. Criando uma imagem forte para a empresa, possibilitando uma maior integralização de colaboradores e clientes atraídos pela propaganda acolhedora da empresa, que busca trazer clareza a seus processos internos e externos, ao público.

Itália multou Facebook em 10 mi de euros, por uso indevido de dados dos usuários

Enquanto alguns dizem que “a Justiça não funciona em nosso país”, outros dizem, ao contrário, que “a Justiça tarda mas não falha”. Não estamos aqui para decidir qual das duas perspectivas está mais correta, porém, na Itália, a Justiça parece funcionar até mesmo para megaempresas como o Facebook. Sim, é isso mesmo que você leu. Tratou-se, a saber, de uma decisão que foi tomada, no dia 7 de dezembro de 2018, pela autoridade Garantidora da Concorrência e do Mercado da Itália. Essa referida decisão impôs a aplicação de duas multas contra o Facebook. Mas faz-se imprescindível que destaquemos o montante total de ambas: nada mais nada menos que 10 milhões de euros!

E qual o porquê de multas tão pesadas? Certamente que houve uma boa razão, pois, segundo a condenação, essa empresa estava utilizando, e isso de forma indevida, é claro, os dados dos usuários para fins intrinsecamente comerciais. Tal postura foi definida, precisamente, como uma prática tanto “enganosa” quanto “agressiva”.

Engana-se, no entanto, quem pensa que tudo isso se trata de algo recente. Não, ao contrário, esse processo está entre as notícias desde o mês de abril de 2017, quando esse teve início. Tratando melhor sobre ele, a reclamação era sobre essa rede social ter violado, enquanto é feito o processo de ativação da conta, o Código do Consumidor. E isso porque, durante esse processo de ativação citado, há uma indução para que os seus seguidores finalizem os seus respectivos registros na plataforma sem o devido conhecimento imediato de como, possivelmente, seus dados pessoais poderão ser utilizados para fins comerciais do Facebook.

Fora todas essas alegações já citadas, a autoridade Garantidora da Concorrência e do Mercado da Itália, que é, para quem não sabe, um órgão antitruste, também tratou sobre o Facebook implementar o que chamou de “prática agressiva”. Foi utilizado esse adjetivo porque seria exercida uma influência indevida, no sentido de ludibriação, de não consentimento, nos seus consumidores registrados, que passam de meros seguidores a vítimas desse já citado uso indevido dos seus respectivos dados pessoais, tanto para sites quanto para aplicativos parceiros da rede social aqui tratada.

Como entrar no mundo dos negócios em meio à crise que assola o país?

Sabe-se a crise econômica vêm assolando o Brasil, e que abrir negócios hoje em dia não está fora da realidade para muitos cidadãos. Segundo o IBGE mais de 13 mil indústrias foram fechadas nos últimos 3 anos.

Algumas pessoas nascem para serem empreendedores. Conseguem obter sucesso sozinhos. Entretanto, essa realidade não se aplica a todos. Encontrar o negócio certo pode ser um tanto quanto trabalhoso. Nesse sentindo, a seguir listarem pontos relevantes sobre o mundo dos negócios.

Segundos especialistas, alguns setores são mais propícios do que outros para abrir negócios. Nessa perspectiva, temos os negócios móveis que vem atraindo cada vez mais clientes, os quais gostam de ter o que procura em local cada vez mais conveniente. Estão cada vez mais sem paciência de ir até o produto. Além disso, o público infantil não tem caído muito. Atualmente os pais gastam uma quantia cada vez maior para saciar as vontades dos pequeninos. Por fim, algo muito em alta são os cursos online, como exemplo, tem-se os e-books, vídeos aulas, livros.

No Brasil como bem sabemos a burocracia é extremamente excessiva e os custos para manter um negócio aberto é muitas vezes impossível de serem suportados. Sendo assim, caso não haja um planejamento adequado, a respeito a viabilidade do negócio, terá grandes problemas à frente. Segundo a pesquisa divulgada pelo IBGE de 2013 a 2016 o número de empresas no comércio caiu de 2,2 milhões para 1,96 milhões. Essa tendência de queda se aplica para todos os setores. Logo, faz-se necessário pensar muito antes de entrar nos mundos dos negócios, sendo recomendado até contar com assessoramento, já que existem diversos especialistas no mercado.

Segundo o último relatório do Sebrae a falta de planejamento foi responsável pelo fechamento de um grande número de empresas no Brasil. Segundo especialistas, esse número poderia ter sido muito menor se tais empresas tivessem recorrido a consultorias especializadas.

Sendo assim, especialistas concluem no sentido de que o cidadão Brasileiro deve ser mais cautelosos ao embarcar no mundo dos negócios. Planeje adequadamente. Seja criativo. Se estiver focando na localidade do seu bairro, por exemplo, procure analisar o que ainda não existe.

O QUE É EMPREENDEDORISMO

Empreendedorismo é o comportamento de começar seu próprio negócio em vez de trabalhar para outra pessoa. Depende do seu próprio interesse em assumir riscos, desenvolver, formar, gerenciar e desenvolver um negócio. Esse papel se refere ao ato de criar uma nova ideia de negócio e assumir toda a responsabilidade de liderar o negócio quando há um sucesso ou um fracasso.

Um empreendedor pode ser o chefe ou executivo-chefe de qualquer tipo de empresa pequena ou grande. Existem várias formas de empreendedorismo, como Social, Serial, Lifestyle e Business. Para ser um grande líder de negócios, você deve ter princípios e características básicas. Teste-se pelas características ou fatores que você quer ter para ser um empreendedor e por que você deveria estar fazendo isso.

A paixão e a visão são a chave para o sucesso. Amar o que você faz é rudimentar ao desenvolvimento do seu negócio. Embora apenas paixão e visão não sejam suficientes, como alguém pode estar embarcando na jornada pela primeira vez, é imperativo ser o especialista em domínio ou ter as habilidades aplicáveis ​​como líder de sua empresa, por exemplo, empreendedores de sucesso precisam ser como alguém poderia embarcar na viagem pela primeira vez. Busque ajuda de pessoas e predecessores que pensam assim.

Dê pequenos passos de cada vez. Recompensa nas linhas de plano, estratégia e execução. Cuidado e prepare-se para armadilhas. Deve ter a capacidade de aprender com os erros, readaptar e realinhar-se rapidamente. Você pode ter um ótimo plano de negócios e pode confiar em seu plano. As notícias e comunicação são ferramentas muito eficazes para se envolver com seus executivos internamente e, como empreendedor, você deve garantir que você pode investir, encontrando capital investidores para o seu negócio e há muitas maneiras de iniciar um negócio sem dinheiro.

Mantenha um alto nível de ética no trabalho, desenvolva habilidades de gerenciamento de pessoas para criar um ambiente de trabalho divertido e estimulante para o seu funcionário. Sendo um empreendedor, você deve ser capaz de organizar e gerenciar suas próprias tarefas.

No caso, se você deseja iniciar um aplicativo móvel e uma empresa de desenvolvimento, você deve ter conhecimento suficiente em desenvolvimento de aplicativos, tecnologia móvel e marketing de aplicativos móveis. Sua empresa pode precisar de mais pessoas.

Guilherme Paulus irá inaugurar um novo hotel de luxo em São Paulo entre 2020 e 2021

O fundador e grande acionista da CVC, Guilherme Paulus, realizará a inauguração de novo hotel de luxo em região nobre da cidade de São Paulo. O edifício ficará na Avenida Cidade Jardim, local em que funcionava a agência de publicidade DPZ.

A localização do empreendimento é icônica e situada há menos de 5 quilômetros da Avenida Paulista e outros pontos de interesse da região, como as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Rebouças. Em localidade tão interessante e promissora, o projeto de Guilherme Paulus certamente contará com requinte e bom gosto. Isso é marca visível que acompanha a vida profissional do empreendedor e está impressa em seu histórico de trabalho.

Como presidente da GJP Hotels & Resorts, Guilherme Paulus continuará a investir no ramo de hotelaria para oferecer opções diversas de hospedagem. Ainda não foi definida a bandeira para essa novidade do grupo, que atualmente conta com 12 hotéis espalhados pelo território nacional, especialmente na Serra Gaúcha, nas bandeiras Prodigy, Linx, Saint Andrews Gramado e Wish Serrano Resort. O empresário revelou: “Estamos pensando em criar algo novo”.

O que se sabe até o momento é que Paulus fará algo grandioso. Já está garantida a criação de espaço no rooftop, 65 apartamentos e área para eventos e para restaurante. Ainda é um mistério quem será o chef que irá comandar a alimentação do local, mas é possível esperar alguém altamente qualificado e capaz de agradar aos paladares mais exigentes.

O edifício tem previsão para ser entregue entre os anos de 2020 e 2021. A intenção de Guilherme Paulus e do GJP Hotels & Resorts com o empreendimento é a de ir além da cidade de São Paulo, podendo até mesmo, no futuro, contemplar os cariocas no Rio de Janeiro, assim como acontece com os igualmente luxuosos hotéis Emiliano.

Vindo de Guilherme Paulus e do GJP Hotels & Resorts, a alta qualidade do estabelecimento é certa. A equipe conta com mais de uma década de experiência, com o grupo tendo sido fundado em 2005. Hoje, a rede já soma mais de três mil apartamentos em todo o solo brasileiro.

Fique antenado nas notícias para não perder a data de inauguração do projeto. Os paulistas vão ganhar um novo local de entretenimento, bem-estar e gastronomia. Além disso, será uma nova opção de hospedagem. Compartilhe a notícia com quem aprecia um design moderno, boas ideias e todo o profissionalismo de Paulus e do GJP Hotels & Resorts.

Características do Empreendedorismo

O empreendedorismo social precisa ser definido de maneira consistente com o que se sabe sobre empreendedorismo. Esta seção identifica as características do empreendedor.

 

De acordo com a literatura de gestão de negócios, o empreendedorismo é um conjunto excepcional de atividades realizadas por indivíduos com uma mentalidade excepcional, a fim de maximizar o lucro. Portanto, o processo está intimamente ligado ao sucesso. Usamos “mentalidade excepcional” como um termo mais amplo para encapsular as características que moldam as atividades empreendedoras desses indivíduos. A literatura de negócios diferencia empreendedores de pessoas de negócios, incluindo declarações como: empreendedores “criam necessidades”; enquanto os empresários “satisfazem as necessidades”. Os empreendedores são conceituados como indivíduos que enxergam o mundo de maneira diferente e visualizam o futuro melhor do que os outros. Eles aproveitam as oportunidades que, de outra forma, passariam despercebidas. Eles percebem e aceitam riscos de maneira diferente de outros. Essas características destacam a visão do economista de um empreendedor como um indivíduo com mentalidade excepcional; indivíduos com essa mentalidade são considerados essenciais para a maximização do crescimento e a prosperidade econômica.

 

Embora o uso do termo empreendedor social esteja crescendo rapidamente, o campo do empreendedorismo social carece de rigor e está em sua infância em comparação com o campo mais amplo do empreendedorismo. Histórias de sucesso de indivíduos resolvendo problemas sociais complexos estão sendo usadas para legitimar o campo do empreendedorismo social. Por exemplo, em 2004, a Stanford University lançou o Social E Lab como parte de seu curso Entrepreneurial Design for Extreme Affordability, que promove o uso de princípios de empreendedorismo para resolver problemas sociais e ambientais. O programa desmembrou vários projetos bem-sucedidos, incluindo DripTech , Project Healthy Children e Embrace. Outros exemplos de organizações bem estabelecidas que são frequentemente referenciados na literatura sobre empreendedorismo social incluem: Ashoka , OneWorld Health , The Skoll Foundation e Schwab Foundation for Social Entrepreneurship . No entanto, o campo é indiscutivelmente orientado por fenômenos (Mair e Martí, 2005) e fica aquém quando comparado a áreas que são percebidas como tendo maior rigor aplicado a elas. Como prova disso, os estudiosos ainda precisam vincular o empreendedorismo social à teoria do empreendedorismo e do conhecimento.

Como se tornar um empreendedor social

Necessidade é a mãe da invenção. Muitas das idéias, produtos ou serviços de negócios mais bem sucedidos do mundo vieram da necessidade de resolver um problema. O mesmo pensamento pode ser aplicado ao empreendedorismo social, que muitas vezes brota do desejo de ajudar pessoas ou comunidades necessitadas. Um empreendedor social reconheceu que muitos trabalhadores no México lutaram para encontrar empregos porque tinham pouca visão, mas não tinham recursos para lentes corretivas. Ele fundou a VisionSpring para trazer óculos de leitura básica para o México e outros seis países subdesenvolvidos. Mais de 1 bilhão de pessoas no mundo não têm acesso a eletricidade confiável. Então dois amigos se uniram para começar uma empresa que cria iluminação movida a energia solar para áreas atingidas pela pobreza.

Mas preencher uma necessidade não é suficiente. A responsabilidade social é mais eficaz quando a questão se conecta diretamente com uma paixão pessoal. Scott Harrison lidera a caridade: água, é uma organização sem fins lucrativos que leva água potável a milhões em todo o mundo. Um ex-promotor de boate de Nova York, Harrison teve uma epifania, enquanto estava de férias em uma praia que ele não tinha feito nada em sua vida para ajudar os outros. Enquanto viajava na Libéria tirando fotos, ele percebeu que muitos dos seus pacientes estavam doentes e morrendo porque não tinham água limpa. A questão tornou-se pessoal para ele, e essa paixão o levou ao empreendedorismo social.

Organizações de Empreendedorismo Social Notáveis: O modelo de empreendedorismo social está aqui para ficar por dois motivos importantes. Primeiro, ajudou profissionais de negócios talentosos e inovadores a se conectarem com o propósito de sua vida. Existe satisfação genuína e satisfação que vem ajudando os outros. Aqueles que já experimentaram isso por meio do impacto social irão atestar que isso oferece um forte contraste na condução dos objetivos de negócios através de ferramentas de marketing e truques. Em segundo lugar, o empreendedorismo social funciona. Uma nova geração de startups provou que pode mudar o mundo de várias formas, grandes e pequenas. Entre as empresas mais impressionantes estão aquelas que enfocam os três P’s: People, Planet, Profit

Confira as pesquisas que apuram as preferências de consumo dos brasileiros

Conforme o Portal de Notícias Terra, um levantamento realizado pela organização Social Miner constatou um comportamento a respeito do momento que antecede as compras. Segundo a pesquisa, que considerou o período de consumo referente ao Dia das Crianças, mais de 70% dos potenciais consumidores recorreram a sites de busca para verificarem os preços dos produtos de seu interesse.

Embora as crianças sejam a principal razão para a maioria das compras efetuadas no período, metade dos consumidores admitiu ter procurado itens para consumo próprio. Com isso, constatou-se que a data comemorativa é responsável por um aumento expressivo na venda de produtos de diversas naturezas, aquecendo a economia.

Outra instituição se encarregou de pesquisar sobre as preferências de consumo. Neste caso, a empresa Connected Life envolveu 60 mil consumidores brasileiros que moram em 50 países diferentes. Os dados levantados apuraram que a cada 10 indivíduos entrevistados, 7 afirmaram que pesquisam na internet antes de efetuarem suas compras. A maioria alegou que prefere comprar através de lojas virtuais, totalizando 77% dos participantes.

Dentre os itens mais adquiridos por que opta pelas compras via internet, estão: os produtos próprios para maternidade e cuidados com crianças, bem como higiene pessoal de um modo geral. As categorias em questão respondem respectivamente por 90% e 70%.

Em relação aos consumidores que moram no Brasil, mais da metade possui opinião formada antes da aquisição de determinado produto, algo que se torna possível em razão da pesquisa em mecanismos de busca da internet. Um comportamento diferenciado também foi observado, já que 10% dos entrevistados admitiram a mudança de ideia quanto ao produto que desejam comprar.

O Serviço de Proteção ao Crédito realizou uma pesquisa em parceria com a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), em que se avaliou as preferências dos usuários de e-commerce. O levantamento realizou uma comparação em relação às pessoas que compram em lojas físicas, de forma que o período de um ano foi considerado para isso.

Dentre os fatores observados ao longo desta pesquisa, 33% das pessoas disseram que realizam buscas na internet para verificarem preços mais em conta. Cerca de 10% desejam saber o que pensam outros clientes acerca de determinados produtos adquiridos.

Saiba mais:

https://www.terra.com.br/noticias/dino/757-das-pessoas-pesquisam-precos-on-line-antes-de-fazer-uma-compra-segundo-levantamento,ee61c42f28765311b32e4bbee91398e9fethzk1c.html